Instituições, grupos e redes que se manifestaram a favor do 18 Razões preparam mobilização nacional junto com a Jornada de Lutas da Juventude Brasileira e outras mais. Confira a programação

40 instituições entre grupos, redes,conselhos já se integraram ao Movimento o 18 Razões para a NÃO redução da maioridade penal. Estas e as parceiras da Jornada de Lutas da Juventude Brasileira farão ações entre 25 de março e 11 de abril em todo o país. Qualquer entidade ou pessoa física defensora dos direitos da criança, do adolescente e da juventude pode e deve participar do calendário de mobilização. Faça seu cartaz e venha para a rua conosco! Confira a agenda:

18Razões cartaz

JORNADA DE LUTAS DA JUVENTUDE BRASILEIRA

De 25 de março a 1º de abril

26 de março – São Paulo – Ato de rua acontecerá na Praça da Sé, às 9h

Paraná – Local e horário ainda em definição

27 de março: – Amapá, Ceará e Rio Grande do Sul – Local e horário ainda em definição

3 de abril – Brasília – Local e horário ainda em definição

4 de abril – Rio de Janeiro e Minas Gerais – Local e horário ainda em definição

11 de abril – Bahia – Local e horário ainda em definição

18 RAZÕES

26 de março – Ato de rua acontecerá na Praça da Sé, às 9h

5 de abril – Twittaço – Hashtags: #18razoes e #NaoAReducao

6 de abril – Ato simbólico em São Paulo – Local e horário ainda em definição

Redes Sociais

Facebook: www.facebook.com/JornadaNacionalDeLutasDaJuventude?ref=ts&fref=ts e www.facebook.com/18razoes

Twitter: www.twitter.com/18razoes

Quem somos – O 18 razões nasceu da articulação de 14 entidades defensoras dos direitos da criança, do adolescente e da juventude em resposta à sociedade às movimentações a favor da culpabilização e punição, que não diminuirão a violência, discurso central dos que desejam a redução. O 18 Razões acredita que somente as ações realizadas com a sociedade civil organizada e governos nas instâncias psíquicas, sociais, políticas e econômicas, a violência vai diminuir.

Fazem parte do Movimento 18 Razões:

1. Ação Educativa
2. Advogados sem Fronteira
3. Agência Matraca
4. Aldeias Infantis SOS Brasil
5. Associação Ação Comunitária Nova Heliópolis
6. Cedeca Sapopemba-SP
7. Centro Comunitário Castelinho – Serviço de Medida Socioeducativa em Meio Aberto
8. Centro Comuniário Raposo Tavares
9. Centro de Estudos e Pesquisas da Adolescência da Faculdade Federal de Goiás
10. Cipó Comunicação Interativa
11. Ciranda Internacional da Comunicação Compartilhada
12. Conselho Municipal da Juventude de Marília
13. Conselho Municipal de Juventude Santa Bárbara d´Oeste
14. Conselho Regional de Psicologia
15. Conselho Tutelar São Rafael (SP)
16. Conselho Tutelar Nova Cruz – RN
17. Conselho Tutelar de São Mateus
18. Defensoria Pública do Estado de São Paulo
19. Desabafo Social
20. Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso-Brasil)
21. Fórum Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Mogi das Cruzes
22. Fórum Regional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Mateus
23. GT Juventude da Rede Nossa São Paulo
24. Guerrilha Virtual
25. Instituto Aliança
26. Instituto Yrê – Projetos Sociais e Culturais
27. Juventude do Partido dos Trabalhadores de Santos
28. Juventude do Partido Pátria Livre (JPl)
29. Ministério do Desenvolvimento (MDS)
30. Pastoral da Juventude (PJ)
31. Ponto de Cultura Casa do Meninos
32. Rede de Juventude Ecumênica (REJU)
33. Secretaria Nacional da Juventude do Partido dos Trabalhadores
34. Serviço de Medida Socioeducativo em Meio Aberto Centro Comunitário Castelinho
35. Serviço de Medida Socioeducativo em Meio Aberto Espaço, Juventude e Cidadania
36. SMEMA Vila Medeiros
37. União da Juventude Socialista (UJS)
38. União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE-SP)
39. União Municipal dos Estudantes de São Paulo (UMES-SP)
40. Viração Educomunicação

Mais informações:
Bruno Ferreira (Viração Educomunicação)
(11) 3567-8687 – bruno@viracao.org

Káthia Dudyk (Flacso-Brasil)
(11) 98585 – 6507 – kathiadudyk@flacso.org.br

Thaís Chita (Flacso-Brasil)
(11) 98224 – 8202 – thais.chita@gmail.com

Posts Relacionados